Sporting 2-0 Portimonense :: fechar 2017 no topo!


O Sporting fecha o ano 2017 sem que possamos apontar algum defeito. Alguns já estarão a dizer, "olha que ainda tens a Taça da Liga",  e quem me lê com regularidade sabe que nestes últimos anos esta competição é, na minha opinião, boa para rodar jogadores menos utilizados e lançar alguns jovens. 

Sem defeito, como digo em cima, naquilo que poderiam ser os objectivos intermédios de uma caminhada que ainda é longa e não nos trouxe sucesso algum, para já. Quero com isto dizer que se em agosto alguém dissesse lá atrás, "olha, o Sporting em Dezembro estará em primeiro lugar do campeonato, nos quartos de final da Taça de Portugal e ainda na Liga Europa", a resposta óbvia era, "onde é que assino?".

O Sporting está em primeiro lugar (isolado ou não, só logo saberemos), com a melhor pontuação da era Jorge Jesus, a jogar bem, com personalidade, em todas as competições que interessam, bem sei que todos tínhamos a ambição de estar ainda na Liga dos Campeões, mas com aquele grupo não era tarefa fácil e com uma equipa que, pelo que tem mostrado, nos garante que é capaz de lutar com os outros dois grandes adversários pelo título de campeão nacional.

Ontem contra o Portimonense realizámos um dos melhores jogos desta temporada. Marcámos cedo, como agora parece ser quase obrigatório, não percebo esta nova moda, criámos variadíssimas oportunidades, as suficientes para resolver o jogo na primeira meia hora, e o adversário, apesar de estar a realizar um bom campeonato e de durante semana ter lido alguns Sportinguistas com preocupações exageradas, apenas conseguiu por uma vez ludibriar a nossa defesa, mas perante Rui Patrício a bola foi ao lado.

Numa partida em que estiveram perto de 44 mil pessoas em Alvalade, é justo reconhecer nesta altura, a importância dos adeptos Leoninos nestes primeiros 15 jogos do campeonato. Têm sido incríveis, em casa e em todos os campos por onde passámos. 

Há, claramente, uma união de aço, lembrando o mais recente cântico da curva, que não se via há muito tempo. Uma comunhão incrível com a equipa e isso tem-se notado nos agradecimentos finais em cada partida e quando as coisas não correm bem, porque não conquistámos os 3 pontos, no discurso dos jogadores. Aliás, até o discurso de Jorge Jesus, antes e depois dos jogo, atravessa o seu melhor momento.

A vitória de ontem não oferece dúvidas quanto à sua justiça, golos de Bruno Fernandes e Bas Dost, este último com 47 golos em 46 jogos da Liga Portuguesa. Peca, apenas, por ser escassa.

Há jogadores que estão numa forma absolutamente incrível, logo a começar por Gelson, que ainda tem que limar a decisão final, mas que está absolutamente endiabrado e com uma confiança notável no 1 para 1. 

Depois vem Bruno Fernandes que a par de Bas Dost serão as contratações mais baratas que o Sporting fez na sua história centenária. 

Podence pintou o cabelo e agarrou em definitivo o lugar no 11 titular. Será que solução capilar o lançou para uma nova etapa na equipa do Sporting? Estou em crer que sim!

Depois ainda há Battaglia, William Carvalho, Matthieu, Coates, Coentrão, Bruno "Todo Terreno" César, Acuña, que não está no seu melhor momento e até Bryan Ruiz. Para não falar de Doumbia, Ristosvski, André Pinto e Salin.

Falta alguém? Falta!
Piccini, porra!

Já não há palavras para descrever a forma como Piccini tem evoluído no Sporting. E repito, e continuarei a repetir, já calou tanta gente. Obrigado!

Pausa no campeonato, Taça da Liga pelo meio para desentorpecer os músculos, e venha de lá o derby, a melhor rivalidade do mundo. Em 2018 começamos em primeiro e será nesse lugar que queremos continuar, mas para isso há que vencer num jogo complicado e de tripla. Tudo é possível e estou confiante que vamos ter um grande jogo na Luz!

Comentários