Braga 1-0 Sporting :: de cabeça perdida!

foto: MOVENOTICIAS



Infelizmente não pude marcar presença em Braga. Por vezes, poucas, e sempre em prejuízo da família, os jogos coincidem com datas inadiáveis e que já estavam marcadas. Um aniversário do meu filho, uma saída para longe marcada em Dezembro, não deu para conciliar com um calendário da Liga Portuguesa que é marcada tarde e a más horas. A família agradeceu, menos aquelas 2 horas de sábado à noite onde estive impossível de aturar, fruto, principalmente, do mau jogo que o Sporting fez.

Durante a semana, o Sporting de Braga, e alguns jornalistas que há 5 anos para cá apenas têm como brio profissional o ataque constante a Bruno de Carvalho, lançaram umas notícias que foram sendo contrariadas pelo Sporting. Salvador, que, como todos sabemos, gostava de ser Presidente do Braga mas com os adeptos de Guimarães, lançou um conjunto de suspeitas muito bem plantadas. O Sporting, um clube centenário com milhares de títulos em diferentes modalidades, com uma história absolutamente exemplar entrou numa guerra que não faz sentido. Ou seja, não interessa responder à letra a certas insinuações. Às mentiras que foram aparecendo nos jornais, o Sporting apenas tinha de responder com um comunicado institucional e depois, a máquina de comunicação trataria do resto.

Alguma vez vamos entrar em "guerra" com um clube que aspira a ser, no máximo, um ajudante ou uma voz discordante de apoio a quem está no poder? Que tanto pode ser azul ou vermelho, não interessa o tom?

Respondemos, entrámos numa guerra triste, perdemos em campo, gozaram-nos e ainda tentámos disfarçar com mais posts de Facebook incluíndo respostas que insultam alguns adeptos que pagam ao Presidente para ele ser Presidente e não um "Zuckerberg de Alvalade"!

Vou voltar a repetir-me mas quero que isso fique claro porque, pelos vistos, seguindo algo que o Presidente do Sporting faz muito, é preciso repetir várias vezes os mesmo actos ou palavras. Eu votei em Bruno de Carvalho, considero que nos últimos 5 anos o trabalho que tem sido feito em Alvalade é muito positivo e que só falta, para nosso infortúnio, o título de campeão nacional sénior do futebol masculino. Foram colocados em discussão assuntos importantes nos últimos anos, desencadeado por ele, e quando se deixa de tricas, que deveriam ser tratadas por outros, faz textos e lança tópicos fundamentais para o futebol português. Veja-se, por exemplo, o que texto que lançou no dia em que soubemos que Portugal não ia ter um único árbitro no Mundial da Rússia.

O Sporting ontem perdeu porque jogou pouco. Entrou bem, nos primeiros 25 minutos, é certo que há uma grande penalidade a nosso favor que poderia mudar tudo, há também um lance duvidoso quando é anulado o golo ao Braga e depois há uma segunda parte nossa miserável.

Como em todas as estruturas do futebol, quem lidera tem de assumir a culpa, e na Liga Portuguesa, tanto Bruno de Carvalho como Jorge Jesus falharam. Principalmente Jorge Jesus. Que terá a equipa que pediu e com estes jogadores teria de mostrar um Sporting mais forte e consistente e não tão afastado da luta pelo títulos.

Obviamente, sempre disse isto e volto a repetir, o balanço da época será feito em Maio, mas mesmo que ganhássemos a Liga Europa e a Taça de Portugal, coisas nada fáceis, o sucesso da época desportiva era questionável porque, como bem sabemos, o título de campeão nacional é o principal objectivo do Sporting. Aliás, imaginem o seguinte, se pudessem trocar a Liga Europa e a Taça pelo Campeonato Nacional, diria que mais de 90% dos Sportinguistas o fariam.

Afirmo-o sem problema algum que sou um fã do Jorge Jesus e não vejo que a sua substituição seja fácil de acontecer, nem tão pouco estou a dizer que isso tenha de acontecer, mas, começo, sinceramente, a ver o fim da linha. Já o disse a alguns amigos que são companhias habituais nos jogos fora do Sporting que até o próprio JJ equacionará isso no final da época de acordo com os resultados conquistados.

O argumento que JJ não estará contente com a equipa que tem não pode ser válido. Um treinador se não está contente com o que tem, sai do clube. Eu, na minha vida profissional já troquei de empresas por 7 vezes (numa delas regressei) e houve uma altura em que não estava nada contente com o que tinha sido prometido e não tinha as ferramentas necessárias para fazer o meu trabalho: demiti-me. 

A janela de transferência em Janeiro foi muito mal gerida, não interessa arranjar um culpado porque, no limite, haverá sempre dois: quem manda no clube e quem dirige a equipa. Não cobrimos lacunas, não trouxemos mais valia a curto prazo, talvez no médio/longo prazo possa haver um jogador que se destaque. Mas é pouco para uma altura em que se vai ao mercado para ficar melhor.

Não vou discutir táctica e jogadores do 11 e substitutos que entraram, a de Wendel para o lugar de Ruben Ribeiro foi estranhíssima, mas o Sporting não perdeu hoje por causa do árbitro. Perdemos porque jogámos (quase) zero. O quase porque na primeira parte entrámos bem. A % de passes com sucesso foi baixíssima e a lentidão na decisão das poucas jogadas ofensivas foi perturbadora. O árbitro foi mau, para ambos os lados, é a prova evidente que o VAR não resolve tudo, é por isso, e não só, que na Rússia não entram árbitros portugueses.

O Sporting perdeu por culpa própria, ainda hoje li que podemos chegar aos 80 pontos e foram poucos os que conseguiram isso nos últimos 20 anos, mas sempre que o conseguimos, outros fizeram mais. E se noutros tempos podemos colocar em causa pelo que se vai agora sabendo, nem sempre o problema foi esse e este ano, sinceramente, não creio que tenha sido esse o problema.

Espero, sinceramente, que os jogadores percebam que na próxima quinta feira em Madrid são milhares os adeptos do Sporting que vão atrás de um sonho, mas, porque correm atrás do amor da sua vida. Os jogadores passam e o clube fica, mas pelo menos, enquanto vestem a camisola listada com o Leão Rampante façam-nos, aos adeptos, sentir que estão a dar a "vida" pelo clube. Mesmo que na próxima época já estejam noutro clube que será a sua nova vida. 

Uma boa viagem aos Sportinguistas que vão a Madrid, cantem por todos nós, carregam convosco uma legião de adeptos que não quebra com facilidade e que ama o clube de forma absolutamente apaixonada!

Comentários

Carlos Nunes disse…
Excelente análise e vê-se que não estás avençado !
Eu comecei a ver o jogo aos 35 minutos e vi 10 minutos até ao intervalo .
Não vi os famosos 30 minutos que os comentadores todos falaram na TV , mas os 10 minutos chegaram para ver que os jogadores do Sporting não tiveram pernas e sobretudo por causa do terreno que estava pesado por causa das chuvas ! A bola não deslizava e era preciso força que os jogadores do Sporting não têm !
Mas pior que a falta de pernas é a confrangedora falta de cordenação ofensiva ! Como pode um treinador que ganha 8 milhoes nao saber mais que aquilo ??
O pRoveDor disse…
Completamente de acordo com tudo o que se escreveu aqui.. excepção feita da importância da Liga Europa.. eu trocava a L.E. pelo campeonato.. prestígio europeu em detrimento do titulo de campeão nacional? acho de fácil resposta.. obviamente que acho que temos que ser campeoes nacionais. acredito é cada vez menos no JJ.. Com o melhor plantel em Portugal, praticamos um futebol sofrível.. Continuo desde a contratação do JJ a dizer que é o treinador errado para o Sporting.. Gastamos milhões em jogadores que nada acrescentam e negligenciamos a Academia..
André Almeida disse…
Quando não és campeão ha 16/17 anos... Trocar uma LE por um CN não sei se é a melhor ideia!!
andrzej disse…
Estamos em abril de 2018 e ainda se tem de fazer esse disclaimer de que se votou no presidente, gabar-lhe o trabalho, etc, para não se ser apedrejado? É o perfeito sintoma do seguidismo acrítico que nos trouxe até aqui. Confundiu-se sportinguismo com bruno de carvalhismo, que esse erro não se repita.
andrzej disse…
Claro que também trocaria o campeonato pela Liga Europa, é que nem tem assunto. Quantas vezes fomos campeões? Quantos troféus europeus temos? Qual era o sonho de José Alvalade que repetimos desde 1906? Pois. Limpar a cabeça desta rivalidade demencial e novelas da liga portuguesa que nos tem a todos a dizer disparates seria um bom princípio para nos reerguermos.
andrzej disse…
Tanta coisa e esqueci-me do que vinha aqui fazer: gabar a crónica e sobretudo o título escolhido. O Sporting não precisa de levantar a cabeça, como dizem uns, nem de a baixar, como diz o outro. Só precisa de a encontrar.