Portimonense 1-2 Sporting :: a noite dos Brunos!

foto: Sporting


Muito contente pela vitória de ontem do Sporting em Portimão e pela consequência directa dos 3 pontos conquistados, pois estamos mais próximos de conseguir o mínimo (aceitável) na Liga Portuguesa. 

Muito triste, e isso é o que me custa mais, porque o Sporting podia e devia estar a lutar pelo título noutras condições e, sinceramente, só não o está a fazer por culpa própria. Como já disse algumas vezes, e volto a repetir, o Porto se confirmar como campeão, será porque foi dos 3 grandes o que jogou menos mal, ou o que falhou menos em determinadas condições que não seriam aceitáveis para um clube que pretende ser campeão. Seja como for, tudo que seja diferente do Sporting campeão é uma tristeza. 

Em Portimão viu-se, como raras vezes, uma excelente partida de futebol. Primeiro um estádio cheio, levado pelas emoções de um dos jogos mais complicados que o Sporting tem quando visita um clube dito "pequeno". O Sporting apenas por 5 vezes tinha vencido fora, e já levava 4 derrotas. Só as últimas duas vitórias, sem contar com a de ontem, é que nos colocaram à frente neste particular diante do Portimonense.

Em Portimão vive uma equipa de futebol que joga bem. Foi constante ao longo da época. Vítor Oliveira tem feito um excelente trabalho com os seus jogadores e o que vimos ontem foi uma demonstração do que é possível para uma equipa com menos recursos fazer para disputar o resultado diante de um grande do futebol português. 

A prova disso foi o que se passou a seguir ao golo sofrido. O Sporting entrou bem na partida, marcou aos 23' por Bruno Fernandes, num excelente gesto técnico, mas, num acto estratégico de Jorge Jesus, cedeu o controlo de jogo e passou a jogar em contra golpe, visível pela posse de bola que muda a partir dessa altura. Era fácil ao Sporting entrar ou chegar próximo da área do Portimonense, mas também sofria as avançadas dos jogadores adversários, nomeadamente Fede Varela, Tabata e Nakajima. 

Foi uma estratégia de Jorge Jesus que não resultou, ele contava chegar assim ao segundo golo, mas também porque Vítor Oliveira mexeu no centro do terreno confundido e muito a acção de Battaglia, que, como vimos ontem, esteve praticamente desaparecido. JJ confirmou isso mesmo no final do jogo.

A verdade é que o Sporting nunca mais conseguiu ter o domínio de jogo necessário para tranquilizar-se e acabou por sofrer o golo do empate perto do intervalo.

O que aconteceu foi futebol. Puro, simples e maravilhoso, mesmo que o resultado não fosse o que pretendíamos!

Na segunda parte apesar de algumas melhorias de Bryan Ruiz, os grandes problemas foram: 1) meio campo inexistente, Battaglia e Bryan que apesar do registo de 6 jogos e 6 vitórias, ontem foram ofuscados, 2) Bruno Fernandes, principalmente na segunda parte, estava sem forças, sendo que o último fôlego dele foi aquele fantástico remate que deu o golo da vitórias, 3) o Sporting conseguiu apenas 74% de passes com sucesso durante toda a partida, muito abaixo do que é normal.

Os últimos 20 minutos de jogo foram de parada e reposta, com duas equipas partidas, a apostar tudo ora em remates de fora de área ou lances de bola parada, e nesse particular, a sorte, o engenho e a arte sorriu ao Sporting e em particular a Bruno Fernandes que bisou, marcando um magnífico golo confirmando, na minha modesta opinião, que é actualmente o melhor jogador da Liga Portuguesa 17/18.

Voltamos a ter uma semana de descanso antes de receber o Benfica no próximo sábado. O derby tem um sabor especial pela importância da luta pela segunda posição, que dá acesso à Liga dos Campeões (fase de pré-qualificação). O Sporting tinha 3 jogadores em risco para falhar por amarelos a próxima partida e tudo correu bem. Alvalade tem de esgotar, o nosso apoio é fundamental!

Por fim, a noite foi dos Brunos. Do Fernandes, porque é um jogador incrível, de uma qualidade muita acima do normal e que poderá ser uma das grandes surpresas do Mundial, do Carvalho, porque permitiu com uma mudança de paradigma começada há 5 anos, possibilitar o Sporting de ter jogadores com esta qualidade. Para os que andam ridiculamente a festejar a vitória querendo à força toda brincar com o nome Bruno achando que estão a ser desagradáveis com Bruno de Carvalho, o irónico é que estão, sem querer, a dar-lhe razão. 

Viva o Sporting Clube de Portugal!

Comentários

Antom Tony disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Antom Tony disse…
Thank for sharing...

Visit my homepage: http://pinstagram.org/