quarta-feira, 6 de junho de 2018

Ninguém pensa no Sporting!


Estamos a chegar a um ponto sem retorno no actual estado em que se encontra o Sporting. É (quase) inevitável que parte deste imbróglio seja resolvido nos tribunais. Por um lado o actual Conselho Directivo sente que tem condições para continuar e que não "calcou" a democracia pela via dos estatutos, por outro, Jaime Martas Soares e a comissão criada sente exactamente o contrário. Ora como isto não pode ser por "sensações", os tribunais terão a sua palavra para que os Sportinguistas percebam a que Assembleias Gerais marcarão presença.

A informação e contra-informação é enorme. Hoje em dia, e muito mais que no passado, é muito difícil saber quem diz a verdade. É para mim um dos maiores problemas no actual estado do Sporting (do futebol em geral), o que traz alguns problemas quando queremos ser lúcidos e opinar com algumas certezas.

De alguma forma tenho estado à margem porque, sinceramente, não é fácil ter uma opinião concreta sobre tudo isto, mesmo sabendo, quem me lê aqui (e redes sociais), me ouve no Sporting160, que tenho estado sempre ao lado da actual direcção. Por isso me colam sempre a Bruno de Carvalho.

Não escondo, nunca esconderei os votos que depositei nas urnas Leoninas para que fosse Presidente. Mas, não tenho dúvidas que a seguir ao que se passou na Academia deveria ter colocado o lugar à disposição dos sócios para decidirem o seu futuro. Na minha opinião, uma Assembleia Geral deveria ter sido convocada para Setembro (ou Outubro), por forma a colocar nas mãos dos sócios os destinos de quem lidera o nosso clube.

À pergunta "mas ele não foi eleito democraticamente e por mais de 85% dos eleitores", a resposta é clara: "sim, mas nunca um episódio como este tinha sucedido em Portugal". Não me venham com comparações com o que se passou em Guimarães, com o nosso rival Benfica ou até no Porto, este episódio e todas a variáveis em torno da sua situação, com alguns meses, não é, nem nunca será algo normal que se passe uma esponja com a facilidade que por vezes vejo por aí falar. Nem isto é um problema de jogadores de futebol vs jogadores das modalidades. Não confundo isto, como não confundo o que de bom tem feito Bruno de Carvalho pelo Sporting.

A responsabilidade de quem lidera muitas vezes é "atraiçoada" por acções que não estão ligadas directamente ao líder. Não sendo o autor das ações (não quero acreditar na sua autoria), há obviamente enquanto líder uma responsabilidade que não pode fugir. Não confundir se isso é o suficiente para os jogadores pedirem justa causa por que não sou advogado, coisa que nos últimos dias parece fácil para qualquer adepto nas redes sociais. Esse é outro assunto que decorre, obviamente, do problema essencial.

A questão não é se Bruno de Carvalho foi legitimamente eleito Presidente do Sporting. Claro que foi. O problema está na forma pouco ortodoxa que está a resolver um problema em que ele é interveniente e não foi criado pela comunicação social, nem pelos rivais e sinceramente, nem pelos oposicionistas dentro do Sporting. 

Assim, não tendo sido possível seguir aquele que me parecia ser o caminho mais certeiro para evitar todos este problema, uma AG para os sócios ouvirem e deliberarem sobre a continuidade desta Direcção, o que vamos assistir é uma digladiar de posições que única e exclusivamente prejudicam o Sporting.

O nome do Sporting está a ser usado e maltratado todos os dias em praça pública. Por ambos os lados. Isto não tem nada a ver com o que depois vai aparecendo todos os dias e que é visivelmente criado para atacar o Sporting, esses assuntos deveriam estar a ser tratados por um Sporting forte e unido, algo que nesta altura ninguém estará para aí virado. Uns porque estão no poder, outros porque percebem que podem lá chegar, outros porque são figurantes de um triste teatro que só acontece no Sporting e só prejudica o Sporting.

Como a AG nunca irá acontecer, algo entre Setembro e Outubro, para que não se colocasse em risco a época, as operações financeiras em curso e aqui culpo a actual direcção que poderia ter gerido isto de outra forma, e como Jaime Marta Soares, Varandas, grupos de comunicação, empresas de consultoria de imagem e afins também não vão parar, iremos assistir a tentativas de parte a parte para ajudarem a sua posição, até que vai surgir uma posição de um qualquer tribunal a colocar um ponto final. Resta perceber se nessa altura já não é tarde para evitar uma época desastrosa e se o Sporting ainda está de pé e forte como nestes últimos anos. Impensável, há 3 anos, se me dissessem que iríamos chegar a este estado!

4 comentários:

Alvaro Dias Antunes disse...

Caro Bancada de Leão. Antes de mais, obrigado por um post bem ponderado e com o qual partilho a maioria das opiniões e conclusões. Julgo apenas ser necessário talvez esclarecer um ponto e exactamente aquele que você sublinha como ponto central. Também entendo que BdC deveria ter posto o seu lugar à disposição convocando eleições para fim de Setembro ou início de Outubro. O problema, no entanto nem chegou a colocar-se nesses termos, dado o ultimato de 17 de Maio de JMS: informou que ele pessoalmente e a MAG em Bloco se haviam demitido assim como a totalidade do CFeD e INSTOU BdC E O CD a também se demitirem, ou não lhe restaria a alternativa de convocar eleições para a MAG e o CFeD. Até aqui tudo parecia relativamente "normal" ou, no mínimo, legítimo (pese embora a ameaça latente). E, verdade seja dita, se cumprisse com essas declarações feitas em público, ladeado pela vice-presidente da MAG, frente às câmaras da TVI24 e difundidas nesse mesmo dia ad nauseum por todas as TV generalistas, informativas e desportivas (RTP1,2 e3; SIC e SIC Notícias, TVI, TVI24, CMTV, A BOLA TV, SPORT TV Notícias), até estaria a cumprir quase integralmente com os Estatutos.
Qual o problema então?
O 1º problema foi ter feito, logo nessa declaração, tábua rasa de um pedido do CD para convocação da AG ordinária de Junho, em conformidade com o que está obrigado por Estatutos e que tem como 2 pontos de OT obrigatórios: Orçamento e Plano de Actividades para a época seguinte; análise e discussão da situação do Clube. E essa foi a mais grave omissão (que parece ter passado despercebida a muitos, porque se focaram na dança das datas para AGs, ou para eleições, ou nas nomeações de comissões transitórias): a não realização dessa AG representa omissão grave que implica, de acordo com os Estatutos, imediata demissão dos Órgãos Sociais e impedeimento de se recandidatarem nas eleições para os substituir. ORA, ISSO É O 1º ACTO DO ASSALTO ILEGÍTIMO AO PODER ATRAVÉS DE UMA GOLPADA ESTATUTÁRIA!
O 2º problema foi ter convocado uma AG Extraordinária duplamente ilegítima (primeiro porque PMAG demissionário não pode realizar actos extraordinários mas apenas de gestão corrente; 2º porque o ponto 2 - destituição do CD - carece, estatutariamente da prévia demonstração de justa causa).
O 3º problema foi que, quando se apercebeu da 1ª ilegalidade, veio dar o muito publicamente dito no dia 17 por publicamente não dito, afirmando que nunca tinha apresentado a sua demissão pessoal, mas apenas o resto do CD (depois ainda tentou corrigir através do formalismo de que não tinha entregue o pedido ao CFeD) e apresenta a sua intenção de nomear um CFeD transitório para substituir o cessante (não se entende porquê, se este se poderia manter em funções de gestão corrente).
Foram esses acontecimentos GOLPISTAS que levaram a que o CD (7 dos seus membros) se tenha mantido estoicamente em funções. Principalmente, o não fazer cair o poder do Sporting num vazio TOTAL durante os meses de Junho, Julho e boa parte de Agosto ao provocar a demissão imediata estatutária dos Orgãos Sociais e ao impedir o CD de sequer se recandidatar em novas eleições.
Um abraço e saudações leoninas

K Lipe disse...

No comentário do Sr Alvaro D Antunes faltou referir a importância do lançamento do 'Empréstimo obrigacionista' e seu respectivo sucesso, para fazer face a compromissos d tesouraria, como tb a conclusão da 'Reestruturação financeira', k devolve a maioria ao clube, deixando d'haver acionistas com poder para prejudicar o clube, como o Sr Sobrinho da Holdimo, com outros interesses, está a tentar fazer...

andre oliveira disse...

Álvaro Dias Antunes, peço licença par utilizar o seu texto no FB. Excelente resumo do que se passou.

Relva disse...

Finalmente leio alguma coisa de geito pela net.
O que será possivel fazer para este tipo de sportinguistas que aqui escrevem substituam outros artistas que saltam pelas tv´s?