Sporting 2-1 Vitória FC :: mais 3 pontos!

foto: Carlos Palma/NurPhoto


O primeiro objectivo desta época para a equipa do Sporting era conseguir chegar ao derby da Luz, que se joga na próxima semana, com os 6 pontos conquistados. Independentemente do futebol praticado, que já lá vamos, era absolutamente fundamental entrar em campo com o Benfica pelo menos com essa garantia. O Sporting vai à na terceira jornada a casa do velho rival sem jogar muito mas, também, sem perder pontos.

O futebol de Peseiro apresenta por estes dias no Sporting é pouco entusiasmante. Chegamos ao final do jogo com a sensação que tudo está preso por cordelinhos e estas vitórias tangenciais são, como costuma ser o nosso apanágio, uma perigo. Algum dia, tal como dissemos várias vezes no ano passado sobre o que se estava a passar com Jorge Jesus, isto parte e depois dificilmente se compõe.

O que mais me surpreende é que na semana passada em Moreira de Cónegos dois problemas estavam facilmente identificados: meio campo (falta de transições e jogadores com pouca qualidade de passe) e lado esquerdo da defesa. Já vou dar de barato a questão de Jovane e Raphinha continuarem no banco.

Comecemos pelo meio campo. Mas Peseiro mexeu? Sim, colocou Misic e com Battaglia além de não sair um passe com qualidade, uma jogada pelo miolo com vantagem, o jogo do Sporting era sempre levado pelo Nani ou Bruno Fernandes para as alas terminando quase sempre com a bola na área depois de um centro falhado. Além disso, o posicionamento táctico quebrou e muito a ligação com a ataque e Bas Dost nunca era servido em condições.

A qualidade de Nani, já tínhamos falado dela na semana passada, e que a insistência deveria ser no jogo interior, levou ao primeiro golo do Sporting e a uma vantagem madrugadora. Esperava-se que o Sporting partisse rapidamente para o segundo. Mas há um problema: o lado esquerdo da defesa. Na falta de golos nossos, qualquer equipa nos atormenta e sabe disso.

Jefferson não tem qualidade. Pode ter vontade, mas eu também tenho muita, mas nunca poderei ganhar o Pulitzer. Há coisas que são simples de comprovar. Valeria, na minha opinião ou testar Lumor ou descer Acuña.

Depois, tanto criticaram Viviano, que Salin, que tinha feito uma excelente exibição em Moreira de Cónegos, ontem falhou e permitiu o empate do Vitória. No melhor pano, por vezes, cai uma nódoa, ou duas!

A baliza, actualmente, não é o bastião de segurança que estávamos habituados. 

Chegou o intervalo e saiu Bas Dost, que não percebi se por lesão ou escolha. Montero foi lá para dentro, Jovane e Raphinha sossegados no banco a ver uma deprimente segunda parte. O clique foi uma remate à barra, do nosso lado, onde se percebeu que assim, dificilmente íamos lá.

Há coisas que não enganam e não fazem dos jogadores estrelas ou falsas vedetas, mas que se percebe, pelo pouco que produzem, devido à sua utilização, que a sua contribuição tem de ser aumentada. Jovane e Raphinha têm de jogar mais, muito mais no actual Sporting. O primeiro já decisivo em dois momentos consecutivos (há 7 dias e agora) e o segundo pelo que pode trazer de novo ao Sporting (velocidade e golo).

A entrada de Jovane, tal como na semana passada, mexeu com a equipa, trouxe velocidade e permitiu a Nani bisar na partida. Até ao final iríamos roer as unhas e para que não houvesse uma nova surpresa, Peseiro coloca em campo Petrovic para segurarmos o resultado.

O Sporting venceu, ficarei sempre muito contente as vitórias, o mais importante, e aguentarei um campeonato, sem problemas, com 34 jogos desta natureza desde que garantam os 3 pontos, mas, dificilmente me parece que isto vá ser possível e o grande teste vai ser já no próximo sábado!

Comentários

Anónimo disse…
Claro que o comportamento do líder adorado na 6.ª não teve influência nenhuma nos jogadores e equipa técnica, nem na formação do plantel, nomeadamente na contratação das vedetas Misic e Petrovic, nem na fuga de boa parte do plantel do ano passado....
Se havia uma "decisão" do Tribunal desde o dia 1 de Agosto, porque motivo escolheu o adorado líder o dia anterior ao 1.º jogo em casa como sendo a altura ideal para anunciar ao mundo tal "facto"...
Mas sobre isso, nem um palavra, é o adorado líder claro, e tudo o que ele faz é só e exclusivamente o melhor pelo SCP...
Bancada de Leão disse…
"Mas sobre isso, nem um palavra,"

paraquedista....aquele clássico.
David Pereira disse…
Boa noite!

Passem pelo meu blogue, leiam "A minha primeira memória de… um dérbi entre Benfica e Sporting" e digam de vossa justiça: qual é a vossa primeira memória de um dérbi e quais os dérbis mais marcantes de sempre?

http://davidjosepereira.blogspot.com/2018/08/a-minha-primeira-memoria-de-um-derbi.html

Depois deixem o vosso feedback, é importante para um debate saudável sobre o tema.


Abraço