Lusitano FC 1-4 Sporting :: a estreia de Keizer na festa da Taça!



No dia em que ficámos a saber que o jogo do Sporting para a Taça de Portugal diante do Lusitano de Vildemoinhos seria sábado às 15h, foi também o dia em que rapidamente começamos a preparar uma belíssima deslocação a Viseu como a festa da Taça manda.

Curiosamente, esta semana, ficamos a saber que na Alemanha os jogos às segunda feiras à noite estão para acabar, porque há a preocupação com os adeptos. A visita a Viseu era a oportunidade para ver futebol à tarde e à antiga. Não era o resultado que mais interessava, porque o Sporting com maior ou menor dificuldade iria vencer, mas sim a comunhão entre adeptos dos dois clubes pelo futebol sem olhar, por momentos, a finanças, relatórios e contas, códigos penais, cartilheiros, toupeiras e por aí fora.

Para nós a festa estava mais que garantida. Depois dos bilhetes comprados, um dos nossos, o Miguel, que ainda por cima era de Viseu, rapidamente tratou de preparar as coisas para uma recepção como a Taça de Portugal merece.

Lá arrancamos para Viseu com destino ao Café Paris onde fomos recebidos de forma absolutamente ímpar, com presunto, chouriço, pão, bola de carne, cerveja e vinho. Foi lá que trocamos as primeiras impressões sobre o jogo e o respeito que o Sporting tinha que ter pelo adversário e não perdoar. Enfrentar as adversidades da chuva, uma equipa competente que tinha de vencer categoricamente, o que acabou por acontecer apenas na primeira parte.

A chuva foi implacável. Durante os 90 minutos não houve um momento de pausa. Lamento apenas que o preço dos bilhetes tenha sido tão puxado. Bem sei que o estádio estava cheio e vem sempre a questão da oferta e da procura, mas para quem tenta ver o máximo de jogos por época, o valor que se pagou para o jogo de ontem está acima do que seria esperado.

Não foram muitas as alterações que Keizer efectuou na equipa, e, certamente, este jogo ainda não é o barómetro para o que aí vem, no entanto, há algumas conclusões que se podem tirar.

Viviano continua a não contar, o chutão para a frente, táctica utilizada por José Peseiro em 2/3 dos jogos em que esteve à frente dos destinos desta equipa não aconteceu, Wendel foi titular, o melhor em campo, se tiver juízo e souber que deve respeitar o regulamento interno tem tudo para ser a grande revelação do Sporting e por fim Bruno César regressou. Bem vindo Bruno!

O Sporting na primeira parte praticamente esteve ausente do jogo. Fez o suficiente para chegar ao golo que abriu o activo, mas também esteve mal, como já vem acontecendo há algum tempo, mal defensivamente na forma como abordou e sofreu o empate.

Na segunda parte o treinador leonino corrigiu e o Sporting, naturalmente, marcou mais 3 golos vencendo uma partida que só poderia cair para o seu lado.



O regresso ao Porto voltou a ter dois desvios. Primeiro passámos novamente pelo café Paris e desta vez para abastecer ao nível dos líquidos, pago por um adepto rival. Depois, ainda deu para uma brincadeira e entrar na auto estrada a caminho da Lisboa. A risota geral até porque não chegaríamos a tempo do Andebol e do jogo da Liga dos Campeões contra o Besiktas.

Festa bonita que valeu pelo enorme convívio com o João, o Sérgio e o Miguel, companheiros de viagem e tantos outros que vão sendo importantes naquilo que o futebol tem de melhor: a amizade!

Segunda feira há mais, deslocação, porque na quinta há Liga Europa e o jogo com o Qarabag, Não haverá tempo para chouriças e broa, mas Vila do Conde fica já ali ao lado e faça chuva ou faça chuva, o amor pelo Sporting resiste a tudo!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Porque não concordo com a expulsão de Bruno de Carvalho!

A nova grelha da Sporting TV

Sporting TV dispensada!