Sporting 3-0 Rio Ave :: vitória tranquila!

foto: Carlos Rodrigues/Getty Images


Uma vitória clara do Sporting num jogo absolutamente calmo e sem sobressaltos como há algum tempo não se via. Bruno Fernandes voltou a destacar-se mas Luiz Phellype e Wendel não quiseram ficar atrás!

Obviamente que a vitória durante a semana diante do Benfica foi um ânimo suplementar. A equipa empurrada pela boa exibição que fez diante do rival para a Taça de Portugal, entrou motivada e respondeu de forma muito positiva, aos 36 minutos de jogo já vencia por 2-0.

No jogo de ontem vou destacar dois jogadores, até para que a crónica não se centre sempre no suspeito do costume, Bruno Fernandes. Que, mais uma vez, esteve ao mais alto nível com uma assistência e um golo.

Falar bem de Luíz Phellype e das crescentes boas exibições que tem feito na frente do ataque do Sporting não é surpresa. Aproveitou bem a baixa de forma de Bas Dost,  marcou e tem sido fundamental no jogo ofensivo do nosso clube.

Espanta-me, embora isto seja o Sporting, que para falar bem de Luiz Phellype, como é mais que justo, seja necessário ver alguns dos nossos adeptos falarem mal de Bas Dost, como se o jogador holandês precisasse de dar mais provas da sua qualidade e da importância que tem (e teve) no Sporting.

Bas Dost é o 15º melhor marcador da história do Sporting, acima dele os 14 que têm melhor registo todos têm mais épocas ao serviço do Sporting, e apenas um jogador, Yazalde, com 4 épocas tem melhor registo. Arranjar goleadores que tenham feito tanto em tão pouco tempo não é fácil: Jardel em 2 épocas com 53 golos, Beto Acosta também com 3 épocas, 39 golos mas é 32º melhor marcador da história. (dados segundo o zerozero.pt)

Está a atravessar uma fase negativa e que felizmente para nós Luiz Phellype está a aproveitar e bem. Decisões sobre o futuro de Bas Dost esperemos pelo final da época desportiva depois de 25 de Maio de 2019!

Depois há Wendel!

O jogador que chegou do Brasil e quem o conhecia dizia que não havia dúvidas da sua qualidade, bastava adaptar-se e ter oportunidade para mostrar.

Foi preterido por Jorge Jesus, raramente jogou, nunca se percebeu bem se era porque não encaixava no esquema táctico ou porque não foi uma escolha dele no processo de aquisição. Foi preterido por José Peseiro, embora neste caso nunca se perceberá qual a razão. O universo desconhece as razões de certas decisões do ex-treinador do Sporting que alguns Sportinguistas ainda acham ao nível de Keizer. A bola, às vezes, parece quadrada!

O certo é que Wendel foi agarrando a titularidade e é cada vez mais uma peça fundamental no 11 do Sporting. Ontem rubricou a sua exibição com um fantástico golo, celebrado com muita alegria e paixão. 

O Sporting viaja agora para norte, Vila das Aves, para a penúltima deslocação cá para cima, a última é no Dragão, onde irá encontrar uma equipa orientada por Augusto Inácio em 12º a 5 pontos da zona de despromoção.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

A actual Direcção do Sporting deve marcar uma AG para ouvir os sócios. Já!

Macron, Nike, quem para o Sporting?

Obrigado, Ristovski!