Sporting 0-5 Benfica :: um desastre!

foto: Carlos Rodrigues/Getty Images


Durante a pré-temporada praticamente não vi os jogos do Sporting. Tal como já tinha acontecido noutros anos, é perda de tempo e o que espero sempre dessa altura é que o treinador e os seus jogadores se preparem o suficiente para uma exigente época. Contudo, o pouco que vi era desolador , o Sporting não venceu um único jogo de pré-época mas tento não tirar conclusões precipitadas.

A derrota diante do Benfica não oferece contestação e é humilhante. Podemos justificar com a primeira parte que não seria merecida, ou que a equipa se desmoronou após o 2-0, mas a verdade é que tudo isso faz parte do jogo. O jogo ditou uma derrota preocupante do Sporting!

É sempre um costume dizer que o treinador é que sabe, ele anda por lá todos os dias, entre outras coisas, mas a verdade é que os sinais começam a ser cada vez mais alarmantes. Keizer erra, volta a errar e mesmo assim parece não aprender. 

Obviamente que Keizer no seu âmago irá pensar sempre nas três defessa que Vlachodimos fez com o resultado ainda em 0-0, mas o guarda redes está lá para isso e nós, mais uma vez, formos perdulários. Como fomos ineficientes a colocar as bolas em Bas Dost e como, ao fim de tanto tempo, continuamos a ser um desastre ofensivo. Mas sou sincero que fui para o intervalo a pensar que este desastre não iria acontecer e que o Sporting teria capacidade para, pelo menos, discutir o resultado. Um crente é sempre assim!

Acontece que a segunda parte mostrou que o Benfica tem um colectivo, e não vou entrar em pormenores do jogo do rival porque não me interessa, mas têm, e nós quanto muito encontrámos 3 ou 4 elementos acima da média, com qualidade mas que, ao fim deste tempo todo, não fazem uma equipa. Da falta de consistência dessa equipa, do desequilíbrio nos diferentes sectores especialmente no defensivo, nasceu o descalabro que resultou num verdadeiro massacre do rival, uma avalanche ofensiva na segunda parte, que nos colocou em KO sem dó nem piedade!

Keizer surpreendeu com os 3 centrais a jogar em 5x4x1 em organização defensiva e isso surpreendeu o Benfica, nos primeiros minutos. A partir do momento em que o Benfica se adaptou ao plano de jogo do Sporting, passou a estar consistentemente no nosso meio campo e tudo foi-se alinhando para o que acabou por acontecer. Os melhores lances do Sporting foram em contra ataque, mas, tal como disse em cima, fomos perdulários ainda por cima contra um adversário que não iria perdoar ao nosso mínimo erro.

Qual foi? O desposicionamento de Wendel no lance do primeiro golo obrigou Coates a sair da sua posição para enfrentar Raul de Tomas, a bola foi colocada nas costas de Neto, gerando-se um 2 contra 1 numa posição fatal e pelo lado de Thierry Correia que era (e foi) até então um dos melhores em campo pelo Sporting. 

O Benfica foi para o intervalo a vencer e o Sporting sem grandes soluções. Sem grandes soluções e é absolutamente incompreensível que nó tenhamos mexido apenas aos 66' e quanto já estava 3-0. Assustador e altamente intranquilo. Comentar a segunda parte é um exercício doentio que me recuso a fazer e só ultrapassado pelas declarações de Frederico Varandas no final do jogo.

Não é aquele tipo de palavras, aquela comunicação que se espera depois de uma derrota copiosa diante do rival. Coloco a frase completa para não haver distorção de forma alguma, "Quem está à frente da estrutura sabe o que está a fazer. Não há histerismo. Estou muito chateado, sim. Se estou preocupado? Não."

Primeiro, parece ficar claro que poderão não saber o que estão a fazer para chegar ao fim da pré-época desta forma e começar com uma goleada onde ficaram à mostra todas as nossas fragilidades.

Segundo, claro que não há histerismo. Nem pode haver. Perdemos. Goleados. Novamente contra o rival e quase sem fio de jogo!

Terceiro, se não está preocupado é porque não percebe bem o que ontem se passou, nem compreendeu bem o "comboio" que nos passou por cima. Este Sporting, e veremos se Bruno Fernandes sai, é preocupante se continuar a jogar assim. Poderá dar para o terceiro lugar, que é vergonhoso em 2019, como era em 2017 ou em 2013 ou...sempre, mas nunca será consistente para lugar pelo título. E sejamos honestos, gostámos de vencer a Taça de Portugal e a Taça da Liga que ganhámos na época passada, mas o Campeonato Nacional é e será sempre o nosso objectivo e com resultados nulos e desempates com pénaltis não vamos lá, não é possível!

Palavras finais para Thierry Correia, "Puto, levanta a cabeça. Sem receio. Compreendo as tuas lágrimas, de raiva, mas o caminho ainda agora começou e terás, assim o queiras e o queiram, um excelente futuro pela frente!"

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Porque não concordo com a expulsão de Bruno de Carvalho!

Sporting 2-3 Rio Ave :: fim de ciclo para Keizer!

A receita Bas Dost!