D. Aves 0-1 Sporting :: valeu pela vitória!


Ontem desloquei-me às Aves para ver o Sporting. A equipa não está a jogar, são muito poucas vitórias conquistadas esta época, a Direcção não tem ajudado nada e o planeamento funcionou muito mal, no entanto, os amigos que ao longo dos anos vamos fazendo no futebol valem muito. Foi pelo Sporting, esse amor irracional, e pelos amigos que fui ver o jogo ontem.

Há, no entanto, uma certeza que pude constatar no estádio. Nas desertas bancadas, do nosso lado, começam a ser os mesmos, os presentes, de outros tempos. É uma triste realidade, e especialmente a uma segunda feira à noite com o Sporting a jogar pouco, não é fácil conquistar os adeptos para assistir a um jogo contra o último. 

Se noutros tempos, por exemplo durante a seca dos 18 anos até ser quebrada em 1999/00, os adeptos iam aos jogos e a emoção era sempre elevada e não havia, também, tantas formas de visualização dos jogos no conforto do lar. Hoje em dia a desmotivação é enorme. Um conjunto de maus resultados afasta completamente os adeptos que estão fartos de tanta incompetência ao longo dos anos. Acredito, sinceramente, que muitos foram ontem às Aves por causa do Sporting, claro, e porque Silas fez o seu primeiro jogo.

Obviamente que o novo treinador do Sporting não teve ainda tempo para adaptar a equipa da forma que ele certamente entenderá para que o clube jogue muito mais. O Sporting voltou a protagonizar uma fraca exibição contra um clube que está, nesta altura, destroçado.

É impossível que uma equipa como o Sporting queira vencer os jogos, se possível com boas exibições, quando praticamente não remata à baliza do adversário e raramente não tem oportunidades de golo, sem querer entrar num discussão de jogadores a nível individual, quando Jesé está tanto tempo em campo.

Vencemos. Foram três pontos preciosos porque a equipa e a Direcção não ia aguentar um novo mau resultado. Este balão de oxigénio coloca o Sporting a respirar ligeiramente melhor, mas nada mais que isso. Silas deve ser apoiado. Não podemos andar a mudar de treinadores como quem muda de camisa. A pausa que a Liga Portuguesa tem agora pela frente vai ser, aparentemente, benéfica para que o treinador possa adaptar o que tem, porque não pode mexer até ao mercado de inverno, e colocar o Sporting a jogar futebol mais atraente conquistando as vitórias naturais de um clube grande que é!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

A actual Direcção do Sporting deve marcar uma AG para ouvir os sócios. Já!

Macron, Nike, quem para o Sporting?

Obrigado, Ristovski!