Sporting 3-1 Vitória SC :: Jesé marcou, festejou e cantou!

foto: Gualter Fatia/Getty Images

No momento em que escrevo sobre o jogo de domingo à noite, os assuntos do dia a dia Sportinguista continuam a ser extremados, não há quem consiga, principalmente da parte da Direcção, juntar diferentes aglomerados de sócios e adeptos do nosso clube para se encontrar uma solução diferente da actual, um movimento que pretende a destituição desta Direcção foi ao Sporting160 explicar o que pretende e a instabilidade continua. Valeu, porque era o mais importante no jogo contra o Vitória SC, a conquista dos 3 pontos. Não foi uma exibição tremenda, mas a vitória assenta perfeitamente à nossa equipa.

Jesé marcou. Jesé festejou efusivamente no campo. Jesé cantou no balneário!

Desculpem-me, mas naquilo que podemos assistir do vídeo em directo de Gonzalo Plata, a única coisa que esteve mal foi sair cá para fora. O momento pode não ser o melhor para o Sporting. Fomos goleados na Supertaça contra o eterno rival Benfica, na Taça da Liga a continuidade em prova está complicada, eliminados da Taça de Portugal e o Campeonato é uma miragem, mas, as pequenas vitórias ajudam os jogadores a voltarem a ganhar confiança, reforçarem o espírito de equipa e fortalecer os laços necessários para que em campo também os processos funcionem melhor. Não tivesse o vídeo saído cá para fora, os jogadores tinham festejado no "sossego" do balneário.

Reparemos que o Jesé chega a Alvalade, não por culpa dele, é um profissional, foi contratado e espera, certamente corresponder da melhorar. Sentiu desde que é jogador do Sporting o que é viver num clube que tudo é analisado ao pormenor. Foi o seu contrato, a sua importância para a equipa e o seu possível rendimento. Estou à vontade neste pormenor porque também critico e criticarei a opção Jesé. Mas, nesta altura não posso fazer mais nada. É um jogador do clube e o que espero dele é que dê o seu melhor e justifique o que lhe é pago, porque afinal de contas, o ajustamento salarial não é para todos.

Por isso, Jesé marcou, festejou e cantou. Foi, no fundo, a libertação de alguma tensão que, certamente tinha, desde que foi contratado!

Não quero com isto dizer que esta escolha de quem manda no futebol tenha sido a mais acertada, mas isso é outro assunto já imensamente debatido e que sabemos hoje que foi um falhanço em toda a linha de quem manda. Naqueles 90 minutos de sábado, Jesé marcou, festejou e cantou!

Depois do jogo, depois da vitória, nada do que está mal é apagado. Jesé ajudou a uma vitória importante. Acuña foi o homem do jogo e Bruno Fernandes ficou com um olho negro da cor das exibições constantes dos árbitros nos jogos do Sporting.

Mas no domingo à noite, vencemos, não convencemos, mas conquistamos três pontos fundamentais para a estabilização de Silas. O que esta equipa joga ou poderá jogar não apaga o que esta Direcção fez ou irá fazer. Dois assuntos diferentes!

No domingo passado, Jesé marcou, festejou e cantou. Foram apenas 3 pontos para o Sporting mas terá sido simbólico para um jogador que está no meio de um fogo cruzado. A vítima não pode ser ele, porque essa está identificada há muito tempo!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Porque não concordo com a expulsão de Bruno de Carvalho!

Sporting 2-3 Rio Ave :: fim de ciclo para Keizer!

A receita Bas Dost!