terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Sporting 0-0 Rio Ave :: fraco!


Há qualquer coisa de estranho em Alvalade contra equipas ditas mais pequenas. Diria que a grande dificuldade é a eficácia, tendo em conta as inúmeras oportunidades que temos e depois há o dado curioso que à 21ª jornada o Sporting tem mais golos sofridos em casa que nas deslocações fora.

O jogo de ontem à noite, tal como serão todos daqui para a frente, dadas as circunstâncias em que nos encontramos, era para vencer obrigatoriamente. Não podíamos falhar e não concordo nada com o que Jorge Jesus disse que tínhamos ganho um ponto. Tirando um caso em que a arbitragem foi prejudicial, há que rever urgentemente a forma de quebrar a barreira que algumas equipas montam e nos vemos incapazes de a ultrapassar, desperdiçando oportunidades, golos e acima de tudo pontos que podem vir a ser essenciais para o grande objectivo.

Na realidade têm sido muitas as nossas dificuldades contra equipas que se apresentam bem, do ponto de vista táctico, sem autocarro, que não têm medo de discutir o jogo. O Rio Ave fez isso, o Sporting, principalmente na segunda parte, teve muita dificuldade em ultrapassar a primeira linha que encontrava de jogadores de Vila de Conde, recorrendo em demasia aos centros para a área quase sem perigo.

Como devem imaginar não foi um empate fácil de digerir. Esperava uma vitória e acima de tudo o regresso aos bons jogos. Não aconteceu. Deu para ver Coates e Barcos em campo, e vão 10 ou 11 duplas de centrais este ano, e para perceber que William não está definitivamente bem, ficando a dúvida se é mesmo só uma questão de passar pelo banco e treinar mais e mais, ou se há mais qualquer coisa.

Continuo a acreditar que o Sporting tem condições para ser campeão e nunca serei dos que, numa altura menos forte da equipa, irá aproveitar para criticar e deitar abaixo o trabalho que tem sido feito. Há gente que não percebe o que se evoluiu, mas isso será problema deles.

Espero sim, que quem lidera do ponto de vista técnico, esteja cada vez mais focado no Sporting, no que a equipa deve mudar para os próximos jogos e acima de tudo que perceba que a força deste clube está nos adeptos que têm sido incansáveis no apoio ao clube e ontem, 40 mil estiveram 90 minutos incondicionalmente até ao apito final sempre ao lado deles. Em frente Sporting!

2 comentários:

conana disse...

!!!

Relva disse...

Do que vai acontecer, pouco interessa se acreditamos ou não. Dentro as quatro linhas é que se resolve. O que se em visto são incoerencias dificeis de explicar e que explicam os resultados. Mané, por teo e barcos?