sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Breve análise aos programas de Bruno de Carvalho e Madeira Rodrigues


Já fiz uma primeira leitura aos programas eleitorais de Bruno de Carvalho e Pedro Madeira Rodrigues. Ainda é cedo para tecer grandes comentários, e só durante o fim de semana, quando estiver a estudar com profundidade os programas para preparar o #Sporting160, é que irei observar com mais detalhe as diferenças.

No entanto, ficam para já algumas ideias em relação ao dia de ontem das apresentações dos programas eleitorais dos dois candidatos.

Bruno de Carvalho (BdC) já deveria ter algum conhecimento do programa de Pedro Madeira Rodrigues (PMR), e por isso, adiantou-se na apresentação do seu. Há muitas ideias claras no programa de Bruno de Carvalho que são faladas no programa de Madeira Rodrigues, mas neste, de forma mais crua, a notar alguma inexperiência.

Depois há uma grande diferença entre o programa de BdC e de PMR, é que o actual candidato que é Presidente do clube, como está por dentro dos assuntos do clube, é capaz de explicar melhor e passar a informação com mais "sumo" em cada medida que apresenta. É normal, e claro, previsível!

Já o tinha dito ontem, e volto a repetir, o PMR obviamente que tem de apresentar o seu programa, e faz todo o sentido, no entanto, a sua grande guerra é "contra" o que BdC fez nos últimos 4 anos com resultados positivos, onde deixo aqui um sumário (adaptado do comentário de um leitor no post do "Pensem pela vossa cabeça"):

- Renegociação/reestruturação da dívida;
- Recuperação dos passes dos jogadores da formação, são nossos e não saem por meia dúzia de tostões;
- Sem fundos, sem Doyens, sem Mendes e com a diminuição óbvia de comissões para valores aceitáveis;
- Renovação e melhoria de Alcochete;
- Obras no Multidesportivo que nunca tinha sido feitas desde a inauguração;
- Abertura de diversas academias pelo mundo;
- Recuperação e investimento nas modalidades para níveis que estávamos habituados;
- Aposta na formação reforçada, um título (juniores) que nos fugia há 8 anos, esta época, por exemplo, lideramos em todos os escalões, embora não seja o mais importante;
- A marca SCP promovida através dos atletas formados pelo clube;
- Reforço e investimento no atletismo e no SCP Olímpico, no Brasil a maior representação de sempre;
- Canal de televisão do Sporting;
- Novo pavilhão...vou voltar a dizer, novo pavilhão;
- Alvalade com excelentes assistências;
- 176 títulos seniores em todas as modalidades em 2016, vá dou esta de barato, não contei os do GL;

Por fim, não quer dizer que não se debata o futebol, obviamente, é uma época frustrante que deverá ser objeto de reflexão.

É contra isto que PMR vai lutar. Convencer os sócios que votaram em BdC que ele não está a fazer um bom trabalho na sua globalidade.

No programa em concreto de PMR gostava de ressalvar algumas ideias importantes:

- Velódromo, ainda que mal escrito no documento, é uma ideia interessante e que deve ser analisada do ponto de vista custo/benefício;
-"Tornar obrigatória a declaração de rendimentos e património no início e no fim do mandato pelo Presidente do clube e da SAD;" - "Impor um limite máximo de 23 jogadores ao plantel da equipa principal;"
- "Tornar o Professor Mário Moniz Pereira o sócio perpétuo número 2;"
- "Estudar o regresso do basquetebol numa perspectiva sustentada", acho que está mal explicada, apesar de não estar no primeiro escalão, há um plano em marcha para levar o basquetebol ao escalão principal, tal como aconteceu no Hóquei;
- "Propor a criação da figura do sócio-núcleo,"
- "Propor a criação da figura do sócio-núcleo,"
- "Garantir a detenção da maioria de capital da SAD, preparando a recompra de VMOC`s";
- "Estudar a possibilidade de garantir um centro de estágio no Norte de Portugal que seja utilizado pelas nossas equipas;"
-"defender junto das entidades responsáveis pela marcação dos horários dos jogos...tenham consideração os sócios e adeptos que vivam longe de Lisboa".

7 comentários:

Super Banana disse...

Em relação as VMOC ouvi ontem o candidato Pedro Madeira Rodrigues referir que corremos o risco de perdera maioria da SAD. Não é esse o entendimento que tenho pelo que li em diversos blogues. A percentagem que somos obrigados a rever no fim do prazo acordado, que salvo erro é de 10 anos, garante sempre a maioria da SAD e esta percentagem é obrigatória, inegociável e nunca ultrapassará os 44 milhões mesmo com flutuações de juros do mercado. Na presente data se quisermos reaver estas quotas desembolsaríamos a volta de 33 milhões( não tenho a certeza se será o nº exato).

António Gomes disse...


O sócio núcleo já existe no clube (4€ mês), embora a proposta de partilha da quota entre o Sporting e os Núcleos seja muito interessante e que vem de encontro asquilo que eu penso que devia estar já implementado há muito.

Os núcleos sem receitas passam por muita dificuldade e às vezes para organizarem idas a Alvalade perdem muito dinheiro. Ora como tb apoiam as equipas das modalidades e formação que se deslocam à sua região seria uma medida muito bem implementada.

As outras modalidades de sócio tb são boas propostas.

Àquilo que escreveste e mais uma ou duas propostas é o que se retira dali. Muito fraco o documento.

António Gomes disse...

Há tb uma mentira neste programa que diz que a Academia é do BCP desde 2014... A Academia foi entregue pelo Soares Franco ao Banco em 2008 por dificuldades em pagar o empréstimo e desde aí estamos a usá-la em sistema de leasing. QUE como PMR refere em 2014 foi assinado um novo contrato (renogociado o anterior) por BdC em que pagamos 61 mil euros mês até 2035, e nessa data a Academia volta à posse do Sporting pagando um remnanescente que será qq coisa como 260 mil euros.

João SCP disse...

Votem na sondagem sobre os melhores defesas-centrais da Primeira Liga em https://galaxiafutebolistica.blogspot.pt/

Abraços

Bancada de Leão disse...

Super Banana,

Para manter a maioria, neste momento, até chegariam 33 milhões de euros, agora levar à letra, é claro que podemos perder a maioria, se não tivermos dinheiro para isso no prazo de maturação.


josé disse...

Agradeço as informações aqui disponibilizadas e que muitos adeptos e sócios (como é o meu caso) desconhecem. Cumprimentos a todos e... viva o Sporting!!!!

Duarte disse...

@d_aleajactaest

O BdC foi importante no sentido em que abanou o clube, o SCP parecia já condenado a nunca mais contar para nada e os adeptos já tinham perdido o orgulho, tinha amigos com a GB que preferiam uma noite de copos a ir ver mais um desastre e com o BdC isso acabou.

Foi importante na recuperação do clube, num ano zero sem quase recursos nenhuns, recorrendo à prata da casa conseguiu fazer um sólido segundo lugar, o melhor que poderia fazer tendo em conta a qualidade do Benfica e com um budget muito baixo indo de encontro a estratégia delineada pelo BdC de dois anos de recuperação e o 3º para ganhar.

Na 2a época o SCP queria construir o pavilhão, algo que foi deixado de fora pelas direções anteriores, havia a necessidade de se reforçar para fazer uma campanha positiva na Champions e aí BdC numa jogada de chico espertice dá o calote na Doyen, quase como se fosse um empréstimo, se corresse bem os juros a pagar não iriam ter qualquer peso, contudo pos em causa o bom nome do clube.
Durante a época tem dois casos de confusão com o balneário, inicio de época e Guimarães, MS ficou ao lado do plantel o grupo ficou unido e BdC tem a primeira crise com os associados em Dezembro, contudo as culpas morreram com o Zé dos Croquetes, o Sporting ganha a Taça e com um grande golpe BdC saca JJ, impede MS de ir para o Benfica e os adeptos ficam todos do seu lado. Mais uma vez coloca em causa o bom nome do clube com um processo ridículo a MS, mais uma chico espertice.

3ª época, tinha tudo para correr bem, arranque em falso do Benfica, despiste a meio do Porto, SCP a ser uma equipa sólida, contudo faltavam individualidades para resolver jogos mais fechados e o Benfica conseguiu alcançar o Sporting uma vez que tinha um plantel individualmente superior ao do Sporting, aqui o SCP perde o campeonato por não saber estar calado e denota-se uma clara fragilidade emocional do Presidente e falta de liderança, lembrem-se o bate boca no fb com o Pina com a história dos carneiros, a degradação da sua imagem ao dar troco ao Guerra e ao Hugo Gil, o Milhafre Orlando e ainda a confusão com os dois responsáveis pelo Sporting Digital um dia talvez o Diogo e o Cristopher contem porque é que saíram.

4ª época, tudo ou nada, voltaram para os níveis de despesa do GL, all in no campeonato, correu tudo mal e neste momento têm como activos que podem dar bom dinheiro Adrien, WC e Gelson... Mais uma vez Bruno a mostrar que não é Líder e a descarregar a frustração no plantel, apesar de ter feito tudo o que podia para ser campeão e de ter dado tudo ao JJ, ele é o líder tem de saber manter a calma e tem de saber quando está a mais no banco e quando é que deve falar.


Resumindo, trouxe de volta o orgulho e o amor próprio aos Sportinguistas, trouxe a rivalidade com o Benfica para outros níveis, tirando imensa força ao Porto, uma das razões que acabam por contribuir para o Tri do Benfica.
Financeiramente ele sabia que nenhum banco queria ficar com o SCP, ele sabe que as VMOC's são um empréstimo de longo prazo e que não há o risco do SCP perder o clube para o banco, contudo esta época pode colocar em causa toda a evolução verificada nos últimos 3 anos, trazendo o SCP novamente para a necessidade de um ano 0.
A nível da comunicação, a cada dia que passa cada vez mais obcecados com o Benfica e incapacidade de saber quando falar e como ter impacto.
Neste momento vejo um plantel a querer fazer a cama a JJ e BdC, um problema que se poderá resolver, mas que com um candidato forte seria explorado e o BdC não teria condições para continuar